Noticias da minha "Afilhada"

domingo, 14 de outubro de 2007



A minha "Afilhada" saiu hoje da clínica onde foi abortar e ser esterilizada. Mas voltou para a rua para junto do seu grupo e com muita pena a deixei lá, infelismente as minhas não aceitam a presença de outros gatos ou ela estaria aqui em comigo. Ela ainda procura alguém que a queira acolher, é muito meiguinha e calminha, adapta-se muito bem a um apartamento.

4 Patinhas:

Vânia disse...

Oi Carmo..
Quem me dera poder ficar com a tua afilhada...Isto de viver sozinha é muito bonito,mas na verdade era muito bom poder ter a companhia de um belo felino!Mas para já é mesmo impossível..
Espero que consigas mesmo arranjar alguém que fique com ela!
Beijinhos

Vânia

Natalie Afonseca disse...

Olé!
Espero sinceramente que tudo lhe corra bem! Boa sorte para ela e para todos!
Tenho um poema lá no meu cantinho que vais gostar, mas coloco-o aqui:

GATO PARDO

Passam-te as folhas
Pela frente
E tu nem reparas.
É de noite,
Vejo-te sozinho
No meio da escuridão.
Vagueias
Com elegância
Saltas muros
Como se fosses
O dono de tudo.
Alguém chama por ti
E tu nem olhas.
Preferes andar atrás
Daquilo que te
Encherá a barriga.
Lanças uns miares
Como se chamasses
Por algo.
Queres é atenção,
Queres te olhem,
E como és belo.
À noite,
Todos os gatos
São pardos
E tu não és
Excepção à regra!
Gosto de te ver,
Andar em pezinhos de lã,
Brincar com o luar,
Roçar no meu andar!
Gosto da pose
Em cima de qualquer coisa.
Gosto quando me olhas
E quando me reconheces.
Por vezes foges,
Outras vezes
Encostas-te em mim,
Pedindo calor
Nestas noites
Já gélidas e molhadas
Pela chuva
Que insiste em cair.
Preparo-te um abrigo
E agradeces-me com um olhar.
Amanhã serás diferente
E tentarei de novo
Te conquistar.


Natalie Afonseca
:)

Natalie Afonseca disse...

Ah!
Se tiveres curiosidade em ir ao meu cantinho, encontrarás uma fot e dedicatória à minha Mollynha e um livro que de certeza irás gostar muitos!
Mas só se tiverescuriosidade....

Carmo Mendonça disse...

Ehehe eu sou curiosa tanto que já tinha lido o poema lá no teu cantinho, passo por lá de vez em quando, sou é preguiçosa para deixar comentários... beijos e obrigada